"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
3 / 3
1 2 3
Manuel Alegre em Setúbal - 2ª parte
25-06-2010
Apresentação da candidatura - parte 1
04-05-2010
Apresentação da candidatura - parte 2
04-05-2010
Apresentação da candidatura - parte 3
04-05-2010
*
Manuel Alegre nos Açores, na apresentação da candidatura:
Texto integral
04-05-2010

"Portugal é um dos mais velhos países da Europa. Mas pode voltar a ser um país novo e de vanguarda, se as novas gerações forem capazes de partir para novos sonhos e novas descobertas. A nossa aposta é o vosso futuro, o vosso emprego, a vossa realização, o vosso bem estar. E por isso vos digo: assumam o vosso destino, ousem romper e propor, ousem combater pelos vossos direitos e pelo vosso lugar no vosso país.(...) Quero ser mais do que o vosso Presidente, quero ser o vosso aliado e o vosso companheiro de viagem." Ler mais

*
Manuel Alegre em Beja:
26-03-2010

Na próxima eleição presidencial não estará só em causa a escolha de um Presidente. A direita já percebeu. É tempo de toda a esquerda perceber também. Eu não me resigno, eu não me conformo. E assumo as minhas responsabilidades. Espero que outros saibam assumir as suas e é tempo de assumirem as suas, se não querem que a direita volte a ganhar as presidenciais. Mas a responsabilidade não é minha, não é vossa, não é daqueles que querem uma alternativa no nosso país. Ler mais

*
Manuel Alegre em Bragança:
19-03-2010

Na minha última passagem por Bragança, alguém disse que Portugal acabava aqui. Ao que eu respondi que é o contrário, Portugal começa em Bragança. Disse e repito, embora não possamos ignorar a desertificação do interior transmontano. E também não podemos ignorar que 80% do nosso Produto Interno Bruto (PIB) se concentra numa faixa litoral de Braga a Setúbal. Ler mais

*
Manuel Alegre em Coimbra:
19-02-2010

Nós não nos enganamos de combate. Nós não nos enganamos de adversário.
Estamos aqui para construirmos a unidade que é o primeiro passo para a vitória. Eu acredito que é possível e é por isso que estou aqui. Tal como sou, com uma independência que não tem preço e com princípios que não são negociáveis.
Oiça o discurso abrindo o documento no final do texto Ler mais

*
Manuel Alegre no 31 de Janeiro no Porto
31-01-2010

"Não serei candidato em nome de nenhum partido. Serei candidato por Portugal e pela necessidade de dar uma nova esperança à democracia portuguesa." Ler mais

*
Manuel Alegre em Portimão:
15-01-2010

"Estou disponível para esse combate. Com todos vós e com todos os portugueses que estão connosco, com todos os que a seu tempo virão a estar, para mudar e para vencer, pela República e por Portugal." Ler mais

*
Manuel Alegre no Entroncamento
11-12-2009

"Há um objectivo que deve unir todos os portugueses : esse objectivo é Portugal. Esse combate vale a pena e chama por nós. Para mudar, não para que tudo continue na mesma." Ler mais

*
Manuel Alegre em Braga
03-12-2009

"Qualquer decisão, seja em que sentido for, será a minha decisão. Não está dependente de outras decisões. É uma questão comigo mesmo. Mas há algo que gostaria de tornar claro: não sou refém de nada nem de ninguém." Ler mais

*
Manuel Alegre sobre Ernesto Melo Antunes:
Fundação Gulbenkian, 27 e 28 de Novembro
28-11-2009

Conheci Ernesto Melo Antunes em 1961. Ele era então um capitão de artilharia, reservado, para não dizer sorumbático. E eu um jovem aspirante miliciano, colocado no Batalhão de Infantaria 18, nos Arrifes, por ter feito em Coimbra um discurso que, segundo as Memórias de César de Oliveira, terá sido a primeira crítica pública à guerra colonial. Ler mais

Na hora da despedida
Na hora da despedida
Manuel Alegre no último dia da AR:
23-07-2009

Foi uma honra ter sido deputado durante 34 anos. Saio por decisão pessoal. Mas saio tal como entrei: combatendo pelas minhas ideias e por uma República moderna, em que a democracia política se conjugue com a democracia económica, a democracia social, a democracia cultural e os novos direitos civilizacionais, entre os quais o direito ao ambiente e à beleza. Uma democracia em que os direitos políticos sejam inseparáveis dos direitos sociais consagrados na Constituição. Ler mais

*
Desafio de Manuel Alegre aos jovens:
Sessão de abertura do Parlamento Jovem
26-05-2009

Há muita gente preocupada com o desinteresse dos jovens pela política e pela coisa pública. Eu não estou preocupado, porque cada geração sabe encontrar respostas aos seus próprios problemas. Não vou dizer como é costume que no meu tempo é que era. Não era. No meu tempo era a ditadura, a censura, a repressão política, social, cultural, sexual. No meu tempo era a guerra. Ler mais

*
Manuel Alegre em Viana do Castelo
23-09-2006

A água é o suporte básico da vida no nosso planeta e surgiu muito antes da existência dos seres humanos. É e sempre foi considerada um bem público. Ler mais

Intervenção no Clube dos Pensadores
18-09-2006

O paradoxo das sociedades modernas é a tensão entre a garantia da plena igualdade cívica e política e a desigualdade gerada pela dinâmica do mercado. Não se pode confiar ao mercado a resolução desta tensão. Nem esperar que ele produza direitos cívicos e políticos. A grande questão a que a sociedade moderna tem de saber dar resposta é conjugar o papel do Estado, como definidor de horizontes e objectivos, com estratégias empresariais criadoras de riqueza. Nem Estado a menos, nem Estado a mais. Ler mais

*
24-04-1994

Mas o momento supremo, aquele que verdadeiramente decidiu o destino da revolução, foi esse momento absoluto e raro em que, de granada de mão no bolso, Salgueiro Maia conseguiu a rendição do comandante de Cavalaria 7, que dispunha de forças e meios superiores.
Com esse gesto de uma coragem e de uma beleza sem par, Salgueiro Maia garantiu o triunfo da Revolução de Abril. Foi um só gesto - mas esse gesto pôs fim a meio século de tirania. Foi só um momento - mas esse momento já é História. Ler mais

3 / 3
1 2 3