"Amália, mais do que ela, é todos nós"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
*
António Carlos dos Santos
19-06-2020

António Carlos dos Santos era um homem discreto com um currículo brilhante. Licenciado em Direito e em Ciências Políticas e Sociais, mestre em Ciências Jurídico-Comunitárias e doutorado em Direito pela Universidade de Lovaina, foi professor universitário, Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais no governo de António Guterres e alto quadro em Bruxelas.

Achava que os Tratados europeus tinham criado uma “Constituição económica não escrita” baseada em princípios largamente derivados de pressupostos neo-liberais que condicionavam o aparecimento de políticas alternativas nos Estados Membros. Tinha a coragem de o afirmar contra a corrente, quando o pensamento único dominava no discurso político e nos media.

Apareceu na minha sede de campanha presidencial em 2005 como voluntário. Estou a vê-lo, sorridente, com os seus óculos redondos e o cabelo encaracolado. Encarava a economia como ciência política acima de tudo. Deu-me contributos preciosos para muitas das minhas intervenções e entrevistas durante a campanha. Desde então foi sempre meu apoiante, mesmo nos momentos mais difíceis.

António Carlos partiu como viveu, discretamente. Deixa aos seus alunos, colegas e amigos a memória de uma inteligência superior e de um grande desassombro nas opiniões que defendia. Deixa-me a mim uma dívida de gratidão por todo o apoio que dele recebi.

Manuel Alegre