Espero merecer a honra que me concederam e continuar a rimar o meu poema com a minha vida.
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
O resultado das eleições na Grécia pode reacender a chama da esperança
Tempo de mudança
24-01-2015 Manuel Alegre, jornal i on-line

Tanto o Quantitative Easing do BCE como o Plano de Investimentos Juncker - mesmo com as insuficiências que resultam da necessidade de obter compromissos - demonstram que todo o edifício ideológico da austeridade pela austeridade começou a ruir.

Outra coisa não podia acontecer, tendo em conta os resultados desta política: desemprego nunca visto (em especial desemprego jovem), recessão, deflação, privatizações ao desbarato, aumento brutal da dívida pública e da carga fiscal, além da emigração de centenas de milhares de portugueses.

No plano político assistimos ao crescimento dos populismos – designadamente da extrema direita – e ao desprestígio dos partidos institucionais, como já não acontecia na Europa desde o período anterior à IIª Guerra Mundial.

Persistir no erro, por puro preconceito ideológico, como tenciona fazer o nosso Governo, que tem apoiado acriticamente as posições da Alemanha – o país que mais ganhou com esta crise -, é uma atitude profundamente contrária aos interesses nacionais.

É tempo da mudança. É a hora da democracia. Devemos rejeitar todas as formas de pressão e chantagem sobre os gregos, que irão às urnas este domingo. Com fraternidade, devemos antes saudar a coragem cívica dos nossos amigos gregos e apelar a que decidam em plena liberdade. Sem medo.

O resultado destas eleições de domingo é decisivo. Pode reacender a chama da esperança na Grécia e em toda a Europa.

Manuel Alegre