"Se publicasse as memórias, lá apareceria o Kurika como companheiro"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Em sessão cívica de solidariedade com a Grécia
Manuel Alegre apela à resistência contra o medo, a chantagem e a tentação colaboracionista
03-07-2015

“Seja qual for o resultado, a Grécia já deu uma lição de dignidade e por isso a Grécia não será vencida”, afirmou Manuel Alegre, entre muitos aplausos, num Fórum Lisboa repleto, em sessão cívica convocada pelas redes sociais, em solidariedade com a Grécia. Manuel Alegre foi muito duro com as “instituições de tecnocratas, de contabilistas e servidores dos bancos” que acusou de estarem a “chantagear e a humilhar a Grécia” por imporem um “visto prévio”, já não só aos orçamentos, mas aos próprios governos legitimamente eleitos. “Isto põe em causa a democracia” e “o futuro dos povos europeus”, alertou. Foi também com desassombro que Manuel Alegre apontou o dedo à Internacional Socialista e “àqueles dirigentes que dizendo-se socialistas estão a permitir esta vergonha”. Para Manuel Alegre, “os socialistas europeus não podem ficar nas encolhas nem ser cúmplices de uma rendição que esvazia o que há de mais precioso para a esquerda e para a democracia.”

Um dos momentos mais aplaudidos do seu discurso foi a alusão a “um conhecido especialista de aritmética e de finanças públicas”, comentando: “19-1=18, 18-1=17 e assim por aí adiante”.

Manuel Alegre terminou com um veemente apelo, “mesmo que o resultado seja incerto”, à necessidade de “resistir ao medo, à chantagem, à tentação colaboracionista”, pois “Salamina é agora, Salamina é aqui”, numa alusão à célebre batalha em que os gregos, apesar de estarem em muito menor número, derrotaram a poderosa frota persa, há perto de 2500 anos.

  • Veja o discurso na íntegra AQUI
  • Veja os resumos das intervenções de José Reis, Marisa Matias, Eugénio Rosa, Hélia Correia, Freitas do Amaral, Francisco Louçã, Pacheco Pereira e também de Manuel Alegre AQUI