"Se publicasse as memórias, lá apareceria o Kurika como companheiro"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre ao DN
“Esta Europa corre o risco de transformar-se numa espécie de ditadura dos credores”
18-06-2015 com JPH, título nosso, DN on-line 17.6.2015

Pessimista face à situação na Europa e crítico das declarações de Cavaco Silva e Passos Coelho sobre a Grécia, Manuel Alegre afirmou ao DN que "esta Europa, tal como está, corre o risco de transformar-se numa espécie de ditadura dos credores, contra os povos e contra a União Europeia". Alegre considera que o Presidente da República e o primeiro-ministro foram “egoístas” e “não defenderam nem o interesse nacional nem o projeto europeu".

Manuel Alegre considerou hoje (17.6.2015), em declarações ao DN, que o Presidente da República e o primeiro-ministro foram "egoístas" nas afirmações que fizeram sobre a Grécia.
Para o conselheiro de Estado, foram "egoístas" porque "não defenderam nem o interesse nacional nem o projeto europeu".

Segundo acrescentou, "a queda da Grécia afetaria toda a Europa e sobretudo os países mais vulneráveis, como o nosso". Além do mais, seria colocado em causa "o princípio da solidariedade, que é o conceito fundador da UE".

Para Manuel Alegre, as pressões que se estão a desenvolver sobre Atenas "põem em causa a própria democracia" porque "se está a fazer chantagem sobre um governo democraticamente eleito".

Pessimista, o histórico socialista afirma que "esta Europa, tal como está, corre o risco de transformar-se numa espécie de ditadura dos credores, contra os povos e contra a União Europeia".