(...) ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste / e em cada rua deserta / ainda resiste.
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Em declarações ao DN
Manuel Alegre pede “rutura total com a austeridade”
28-02-2015 notícia de João Pedro Henriques, DN, 28.2.2015

Manuel Alegre quer o PS a romper em absoluto com as políticas de austeridade comandadas pela Alemanha e pede atenção à Grécia. Em declarações hoje publicadas no DN, Alegre considera que o que se passou na Grécia “não foi resultado da radicalidade ideológica do Syriza ou do seu programa social, antes resultou de terem sido capazes de interpretar o sentimento de humilhação dos gregos e de terem conseguido voltar a dar-lhes dignidade.”

Manuel Alegre vai mais longe e denuncia que “os partidos socialistas à escala europeia não são parte da solução, são parte do problema, por serem cúmplices das políticas de austeridade e submissos à Alemanha.” Quanto ao PS português, é “dos poucos que estão numa posição de dar a volta a essa situação”, diz Manuel Alegre. Como? Por um lado, protagonizando uma “rutura total com a austeridade e tendo a coragem de enfrentar aqueles que dominam as instituições europeias”; por outro, “interpretando o descontentamento e a vontade de mudança no plano nacional e em relação à Europa.”

Alegre não quis falar especificamente de António Costa nem do caso da “chinesice”, como lhe chamou esta semana Alfredo Barroso, mas lamentou que este fundador do PS se tenha demitido do partido, acrescentando que “o PS não pode perder homens de convicções e com qualidade intelectual.”