"Sobretudo nas horas em que tudo / de repente se esvazia / e pesa mais que tudo esse vazio / ... / é precisa (mais que tudo) a poesia."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre sobre o convite de Passos Coelho a Fernando Nobre:
“Os deputados é que elegem o Presidente da Assembleia da República”
19-04-2011 Lusa

Manuel Alegre considerou hoje que o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, manifestou “falta de consideração e de respeito pelo Parlamento” ao “pretender candidatar Fernando Nobre a presidente da Assembleia da República”. “Neste episódio”, disse, “mais do que a decisão que o doutor Nobre tomou – e que a mim não me surpreendeu -, o que me assusta é que um candidato a primeiro-ministro tenha mostrado uma tal falta de consideração e de respeito pelo Parlamento. Falta de consideração e de respeito até por figuras do seu próprio partido que poderiam naturalmente aspirar e tinham o direito de ser presidentes da Assembleia da República”, afirmou Manuel Alegre em declarações à Lusa e Antena 1, após ter apresentado um livro do Instituto Franco Português, em Lisboa.

Manuel Alegre disse ainda que “os deputados é que elegem o presidente da Assembleia da República. Lembro-me de uma sessão, com o Professor Barbosa de Melo 1991, que, por questões internas do PSD, apenas foi eleito presidente da Assembleia da República à terceira tentativa”, referiu. De acordo com Manuel Alegre, “a promessa do cargo de presidente da Assembleia da República” feita por Pedro Passos Coelho “demonstra uma grande desconsideração e falta de respeito por pessoas do PSD, como Mota Amaral, António Capucho ou Marques Mendes, que legitimamente poderiam aspirar a ser presidentes do Parlamento”. “Mota Amaral tinha muito mais condições para ser presidente da Assembleia da República, até porque já exerceu este cargo, do que o doutor Fernando Nobre”, acrescentou.