"O funcionário que fez o meu BI quando regressei, não me perguntou a profissão, escreveu Poeta. Estou-lhe grato."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Manuel Alegre em Penacova:
"Um segundo pode decidir o futuro de um povo"
15-01-2011 com TSF

Do alto de Penacova, Manuel Alegre recordou o episódio da história de Portugal que envolveu D. Pedro, Duque de Coimbra, que era o regente do Reino, quando ali se defrontou com o irmão bastardo. A hesitação de D. Pedro em atacar o irmão, que viria a ser fundador da Casa de Branca, custar-lhe-ia a morte em Alfarrobeira. “Às vezes um segundo pode decidir o futuro de um povo”, disse o candidato, que recordou que o segundo que mudou a sua vida «foi quando disse que ia ser candidato». Manuel Alegre disse ainda que "espera sempre surpresas", porque "só quem espera verá o inesperado".
Oiça as palavras de Manuel Alegre em Penacova na TSF AQUI

Recordamos o trecho do poema "Sete Partidas", dedicado a D. Pedro, em que Manuel Alegre evoca esse momento, essa hesitação fatal do Duque de Coimbra:

"...O poema escreve-se
com D. Pedro no alto de Penacova
nesse instante de renúncia em que ele diz
que mais do que poder o que é preciso
é outro modo de ser e outro país."