"O funcionário que fez o meu BI quando regressei, não me perguntou a profissão, escreveu Poeta. Estou-lhe grato."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
*
*
*
*
Manuel Alegre em Ponta Delgada:
“Fiz como candidato o que farei se for presidente”
09-01-2011 com Lusa

"Fiz como candidato o que farei se for Presidente" afirmou Manuel Alegre aos jornalistas hoje em Ponta Delgada, depois da audiência com Carlos César. "Quando me deslocar a uma Região Autónoma contactarei os órgãos legítimos da Região", acrescentou. “Fui deputado constituinte e nunca tive suspeição sobre a autonomia, que é uma das grandes conquistas da democracia” disse ainda Manuel Alegre, pois ”o aprofundamento da autonomia contribui para o reforço da identidade nacional no seu todo” e "o limite da autonomia é a unidade nacional".

Interrogado pelos jornalistas, Alegre considerou que “Cavaco Silva teve dois pesos e duas medidas”, pois “teve uma atitude complacente em certas situações na outra Região Autónoma" e "foi sempre muito crispado com a Região Autónoma dos Açores”. Para Manuel Alegre, o Presidente da República “não pode ceder a caprichos” como aconteceu na Madeira, quando Cavaco Silva não se deslocou ao parlamento regional e recebeu os partidos num hotel. Alegre defendeu ainda que a questão do Estatuto Político-Administrativo dos Açores “podia ter sido resolvida de outra maneira”, frisando que “houve vontade de conflito político”.

Manuel Alegre teve o cuidado de frisar que já se informou sobre o estado de saúde de Alberto João Jardim, a quem desejou pronto restabelecimento, pois "com todas as suas características é uma figura que faz parte da vida política portuguesa". Alegre recordou ainda que quando esteve na cidade da Horta como candidato fez questão de apresentar cumprimentos ao Presidente da Assembleia Legislativa Regional e que na recente ida à Madeira houve "sobreposição de agendas" com a de outro candidato.

Carlos César, que criticou anteriormente Cavaco Silva por não se ter encontrado com nenhum representante do poder regional na deslocação aos Açores, manifestou hoje “satisfação” com a audiência que concedeu a Manuel Alegre. Para Carlos César, “o destaque dado às instituições regionais é importante para a consideração que é dada às autonomias”.

Antes de se encontrar com Carlos César, Manuel Alegre reuniu com a Federação Agrícola dos Açores, na Ribeira Grande.