"De cada vez que o Parlamento cede ao populismo, este não agradece, reforça-se"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Manuel Alegre congratula-se com veto do Governo à venda da Vivo
01-07-2010 Nuno Sá Lourenço, Público (excerto, título nosso)

Manuel Alegre, candidato presidencial apoiado pelo PS e BE, reagiu ontem em Lisboa ao recurso à golden share, por parte do Governo, para travar a venda de metade da Vivo pela PT. O ex-deputado e antigo vice-presidente da Assembleia da República classificou a manutenção da participação na marca brasileira como de "interesse estratégico" para Portugal.

"Estou até muito contente. É uma decisão que salvaguarda o interesse da economia portuguesa e do país. O Governo fez o que devia fazer e estou muito contente com isso", congratulou-se.

As declarações do histórico militante socialista surgiram num encontro, ao fim do dia, com dezasseis economistas no Hotel Altis. "Estou aqui para ouvir a opinião deles sobre a crise, sobre o país, Europa e o mundo", explicou Alegre.

O candidato presidencial fez questão de destacar o denominador comum entre todos os que haviam aderido à iniciativa: "São professores universitário e académicos que não foram ministros das Finanças, que vêm do estudo e do ensino." (...)

Entre as personalidades que compareceram ao jantar estavam João Caraça, Luís Nazaré e José Reis, que será o porta-voz da campanha alegrista para as questões económicas. Este grupo terá como função, no futuro próximo, definir e apoiar as posições do candidato sobre as matérias económico-financeiras.

(...)