"Nada está adquirido, tudo está a andar para trás muito depressa"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre critica nervosismo e crispação nas intervenções de Cavaco Silva
24-06-2010 Lusa

O candidato presidencial Manuel Alegre afirmou hoje que as mais recentes intervenções públicas do chefe de Estado, Cavaco Silva, demonstram de forma inequívoca “nervosismo” e crispação” com a aproximação das eleições em 2011.

“Há uma maneira serena de se falar e uma maneira crispada. Acho que Presidente da República falou de uma maneira muito crispada nas comemorações do 10 de Junho”, que deve ser um dia de unidade nacional, declarou Manuel Alegre, numa conferência de imprensa em que apresentou os mandatários distritais da sua candidatura presidencial.
Manuel Alegre disse ainda que, com a aproximação das eleições presidenciais de 2011, observa também em Cavaco Silva “um certo nervosismo”.

“A batalha presidencial vai ser difícil para mim, mas também para o atual Presidente da República, se ele se recandidatar. Vamos assistir a uma grande disputa pela vitória”, disse.

Na conferência de imprensa, Manuel Alegre voltou a recusar ter feito um desafio formal a Cavaco Silva para que esclareça já se vai ou não recandidatar-se ao cargo de Presidente da República. “Mas é verdade que, enquanto não esclarecer, sujeita-se que os atos políticos que legitimamente pratica no exercício do seu cargo sejam interpretados de diversas maneiras e até como atos de campanha – isso é normal em democracia. Todos os presidentes fizeram isso, embora ele Silva esteja a fazê-lo com maior intensidade”, declarou.

Documentos
Documento em formato application/octet-stream Declarações de Manuel Alegre à RTP16242 Kb