"A grande poesia não cabe num tweet"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Manuel Alegre pede a Belmiro de Azevedo para não ter juízo
29-01-2010 Luciano Alvarez, Público

Manuel Alegre achou "graça" à parte da entrevista de Belmiro de Azevedo à revista Visão em que o fundador da Sonae (grupo que detém o PÚBLICO) diz que o candidato a Presidente da República "devia ter juízo".
"Temos mais ou menos a mesma idade e eu digo-lhe a ele Belmiro para não ter juízo. Para continuar a intervir e a investir. Se nós tivermos juízo, o país pára", afirmou Alegre ao PÚBLICO.

Belmiro de Azevedo afirmou na entrevista que Manuel Alegre, caso seja eleito, "no final do mandato, já terá perto de 80 anos", o que "não é muito sensato". "Insisto: ele que não tenha juízo e não pare", disse o candidato às presidenciais de 2011.

Manuel Alegre tem 73 anos e Belmiro de Azevedo 71. Já referindo-se ao actual Presidente da República, Cavaco Silva, Belmiro de Azevedo afirmou: "Cavaco é um ditador. Mandou quatro amigos meus, dos melhores ministros, para a rua, assim de mão directa." A esta afirmação Manuel Alegre disse já não ter achado "graça": "O Presidente não é um ditador."
Também ontem, o dirigente do PS e presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, afirmou mais uma vez a sua "simpatia" pela intenção de Alegre de se candidatar à Presidência da República. "Acho que é muito bom que esteja disponível. Acho que, a seguir a Mário Soares, Manuel Alegre é a maior referência do PS", afirmou César, à margem de um encontro com Durão Barroso, em Bruxelas.

Comentando o facto de algumas figuras do PS já terem publicamente manifestado o desejo de que o partido se apresente às próximas eleições presidenciais com outro candidato, Carlos César considerou que "o facto de Manuel Alegre não satisfazer todos os socialistas é o melhor sinal de que satisfará certamente muitos outros que não são socialistas, e isso é o necessário para se ter sucesso nesta disputa eleitoral presidencial".