"De cada vez que o Parlamento cede ao populismo, este não agradece, reforça-se"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
2 / 3
1 2 3
17-11-2010

Manuel Alegre encontra-se amanhã com a comissão de trabalhadores da Groundforce, na sua sede de candidatura em Faro, pelas 18.00. Antes visita o Laboratório Regional de Saúde Pública e o Hospital Distrital e à noite janta com apoiantes, depois de ser recebido na C. M. de Tavira. Ler mais

Manuel Alegre com António Saraiva, Presidente da CIP
Manuel Alegre com António Saraiva, Presidente da CIP
Encontro de Manuel Alegre com dirigentes da CIP
17-11-2010

Manuel Alegre defendeu hoje a necessidade de “concertação” e de “diálogo” entre os diferentes parceiros sociais como uma das “condições de desenvolvimento” para sair da crise. Após uma reunião com dirigentes da Confederação Empresarial de Portugal, AIP, o candidato considerou que o desemprego é o “nosso principal desperdício” e que o seu combate passa pela criação de riqueza e não pela flexibilização dos despedimentos. Ler mais

*
Manuel Alegre em Torre de Moncorvo:
14-11-2010

Manuel Alegre reafirmou as críticas ao silêncio do actual Presidente “perante a ofensiva especulativa contra o Estado português”, acusando-o de ser um “neoliberal” e um “conservador” na “visão política do país e da democracia”. Num almoço, este Domingo, em Carviçais, Torre de Moncorvo, o candidato deixou ainda o alerta para a existência de “muitos outros défices”, além das contas públicas, como o da interioridade e da desertificação. Ler mais

*
Manuel Alegre visita Lugar de Centeeiras
14-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

"Tive sempre aquela coisa de o conhecer pessoalmente até que um dia calhou”. A emoção de ter o poeta e candidato à presidência da República na sua terra, por onde nenhum político tinha passado à excepção do presidente da Câmara, estava estampada no sorriso de António Joaquim, que aproveitou a oportunidade para um autógrafo no livro “Atlântico”, que já guardava “há muitos anos, à espera deste dia”. A visita de Manuel Alegre exaltou esta manhã o pacato Lugar de Centeeiras, uma aldeia com 32 habitantes perdida entre as serras transmontanas de Torre de Moncorvo, onde ganhou em 2006 com 50% dos votos. Ler mais

*
13-11-2010


A “terra fria” transmontana encheu-se esta noite com o calor de mais de quinhentas pessoas que acolheram Manuel Alegre com entusiasmo num jantar de campanha, em visível crescimento e mobilização. A onda de apoio que já se tinha feito sentir há uma semana em Viseu estendeu-se a Montalegre, onde nem o clima invernoso nem a chuva impediram o ambiente entusiástico, com muitos aplausos e palavras de incentivo ao candidato. Ler mais

Manuel Alegre com jovens apoiantes em Vila Real
Manuel Alegre com jovens apoiantes em Vila Real
Manuel Alegre alerta em Vila Real:
13-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

Num momento em que se está a assistir a um “ataque especulativo aos países periféricos” e em que as taxas de juro da dívida soberana estão a subir por causa de “factores artificiais”, disse Manuel Alegre hoje em Vila Real, num almoço de apoiantes, o Presidente da República tem “obrigação de falar”, porque o seu primeiro dever “é assegurar a representação nacional, assegurar a defesa do interesse nacional seja onde for e contra quem for”. O candidato criticou a chanceler alemã, Angela Merkel por estar a “privilegiar a defesa do euro contra o dólar" e, para isso, estar a “desconstruir a Europa”, acusando-a de que “com esta ameaça de castigar os credores que emprestem aos países que estão na situação do nosso, está a encarecer os empréstimos e a pôr um garrote financeiro à volta de países como Portugal, Grécia ou Espanha e isto é inaceitável”. Ler mais

*
Manuel Alegre em entrevista ao Expresso:
13-11-2010

Portugal precisa de um Presidente que se faça ouvir, defendeu Manuel Alegre em entrevista ao Expresso, explicando que há “um combate político que Portugal tem de travar”. Perante o novo eixo franco-alemão, afirma que “somos parceiros iguais da UE” e que “é grave que o PR tenha a posição de resignação e de conformismo em relação aos mercados”. “Merkel ameaça os credores, o que aumenta o risco” e faz subir os juros. “Isso é do domínio político, não é dos mercados”, diz Manuel Alegre. Interrogado sobre se o seu desafio aos jovens para se revoltarem não será uma utopia, respondeu: “Se me diz que acabar com a precariedade ou com estas angústias da juventude é uma utopia então eu digo-lhe: vamos lá fazê-la!”
Veja a entrevista AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre na inauguração da sede de candidatura em Castelo Branco:
11-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

Manuel Alegre defendeu ontem que “não é de certeza com silêncios” que se “combatem os especuladores e se pode resolver o problema da pressão especulativa dos mercados financeiros” que fez disparar os juros da dívida pública. “O silêncio dos responsáveis políticos pode significar que aqueles que se calam estão de acordo com a avaliação que é feita da situação portuguesa e isso é muito grave para a nossa economia, para as nossas empresas e para o nosso país”, afirmou o candidato na inauguração da sede da sua candidatura em Castelo Branco.
Veja a reportagem no youtube AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre na Covilhã:
10-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

Manuel Alegre criticou hoje o silêncio de responsáveis políticos nacionais perante o ataque especulativo injusto que faz subir os juros da dívida pública. “Os juros da dívida têm a ver com a capacidade do país e a subida dos juros da dívida não corresponde à nossa situação económica, é injusta e irracional”, afirmou no final de uma visita a uma empresa têxtil da Covilhã. Ler mais

Manuel Alegre na Festa do Vinho e da Vinha em Borba
Manuel Alegre na Festa do Vinho e da Vinha em Borba
Manuel Alegre em Borba:
09-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

Manuel Alegre defendeu hoje que é preciso “serenidade”, mas também “firmeza”, para "acalmar os mercados" sobre a dívida nacional e "garantir a autonomia da decisão nacional”, rejeitando a necessidade de entrada do FMI em Portugal. “Eu acho que nós devemos resolver por nós próprios os nossos problemas, porque isto está a ser feito para nos imporem outras soluções”, afirmou durante uma visita à Festa do Vinho e da Vinha, em Borba. Ler mais

08-11-2010 Lusa

O candidato presidencial Manuel Alegre fez hoje um apelo aos membros da sua Comissão Política para que promovam nas suas intervenções públicas a “centralidade” das eleições para Presidente da República para o futuro da esquerda portuguesa. Na Comissão Política da candidatura de Manuel Alegre – o órgão de aconselhamento do candidato – têm lugar dirigentes do PS, do Bloco de Esquerda, da Renovação Comunista,do Movimento de Intervenção e Cidadania (MIC). Ler mais

*
Reunião da Comissão Política da candidatura
08-11-2010

“Foi uma reunião muito rica e muito importante para mim e acho que para esta candidatura” considerou Manuel Alegre no final da comissão política da sua candidatura. O candidato sublinhou a qualidade das participações de “pessoas que até, fora da candidatura, têm posições políticas diferentes” mas que tiveram nesta reunião “uma grande convergência" quanto ao reconhecimento da importância e ao apoio a esta candidatura. Ler mais

*
Manuel Alegre no Congresso da Tendência Sindical Socialista da CGTP
07-11-2010


“O papel dos sindicatos no nosso país e na Europa é mais importante do que nunca” afirmou Manuel Alegre esta tarde no encerramento do IX Congresso da Tendência Sindical Socialista da CGTP, onde foi calorosamente recebido, porque “é preciso fazer frente a esta ofensiva” em toda a Europa contra os direitos sociais, que “custaram o sacrifício de tantas gerações”. Leia o discurso AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre em entrevista à revista SIM:
07-11-2010 revista SIM

A revista SIM procurou em entrevista “o outro lado” do candidato à Presidência da República. Manuel Alegre falou da infância, dos tempos de Coimbra, da guerra colonial, do exílio, da política e da escrita. Manuel Alegre, um homem de causas, que sempre recusou “a vida vidinha” e “uma visão política que se resuma à gestão do poder e ao círculo vicioso do combate ao défice”, candidata-se porque “há outros défices, o défice social, o défice da esperança, o défice do sonho e do ideal sem os quais a política não tem sentido”.
Leia a entrevista AQUI Ler mais

Manuel Alegre em Mangualde:
06-11-2010 com Lusa

Manuel Alegre garantiu hoje que, se fosse Presidente da República, mandaria uma nota à administração da PT a chamar a atenção para a “imoralidade” que considera ser a distribuição de dividendos. Na nota, chamaria “a atenção para o facto de terem sido distribuídos milhões de euros em dividendos que vão ficar livres de impostos, num momento em que os sacrifícios recaem sobre aqueles que menos podem, e isto é uma imoralidade”. Ler mais

Manuel Alegre na Feira dos Santos em Mangualde
Manuel Alegre na Feira dos Santos em Mangualde
Manuel Alegre em Mangualde:
06-11-2010 com Lusa

O candidato à Presidência da República Manuel Alegre exortou hoje os dirigentes do PS a envolverem-se na campanha, por se tratar de “um combate muito importante” para a democracia do país. “Vejo que os socialistas militantes, os socialistas da base, os autarcas, por todo o lado onde tenho estado estão comigo e têm respondido à chamada”, disse, satisfeito, ao intervir numa sessão pública na câmara de Mangualde. Ler mais

05-11-2010


“Tenho a certeza que todas as crianças deste país gostariam que os seus pais lhes contassem a história de Portugal desta forma fascinante” afirmou uma aluna da escola EB 2-3 de Cinfães, antes de ler excertos do livro “As naus de verde pinho”, da autoria de Manuel Alegre.
Ao longo do dia, Manuel Alegre visitou vários municípios do distrito de Viseu, afirmando por várias vezes: “Este combate não é só meu, é de todos”. Ler mais

Dirigente de cooperativa agrícola na visita de Manuel Alegre:
05-11-2010


Foi num ambiente caloroso que Manuel Alegre foi recebido na Cooperativa Agrícola Távora, em Moimenta da Beira. O candidato foi saudado por um dirigente que sublinhou o seu percurso de lutador e afirmou: “O que se discute nesta eleição são os nossos valores”. Ler mais

Manuel Alegre no almoço de apoiantes em Lamego:
05-11-2010


“Precisamos de mobilizar os nossos recursos e de reconstruir o nosso tecido produtivo”, afirmou Manuel Alegre em Viseu. “E precisamos também de mudar os nossos comportamentos”, alertou. “Fala-se muito em dívida pública, mas não se fala da dívida privada” que é maior, disse ainda o candidato, explicando: “Precisamos de ter um comportamento que ensine os bancos a não ter estratégias de assédio permanente às pessoas, forçando-as a consumir para além daquilo que é razoável”. Ler mais

*
Manuel Alegre no jantar de apoiantes em Viseu:
05-11-2010


“A grande arma de um Presidente é a palavra. A palavra clara, a palavra transparente, a palavra democrática” disse Manuel Alegre num jantar de apoiantes em Viseu, cheio de jovens, num discurso em que defendeu a necessidade de “uma palavra portuguesa, afirmativa e crítica na Europa”. O candidato criticou Cavaco Silva porque “um presidente não existe apenas para gerir silêncios ou para uma diplomacia tão discreta, tão discreta, que não se dá por ela e cujos resultados não se conhecem.” Respondendo a uma indirecta do actual presidente, que falou “das ilusões e da utopia”, Alegre ripostou com vibração: “Se criar um país mais justo, mais solidário e mais fraterno é uma utopia, vamos lá realizar essa utopia.”
Veja o discurso AQUI Ler mais

2 / 3
1 2 3