Espero merecer a honra que me concederam e continuar a rimar o meu poema com a minha vida.
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Alegre e João Soares pedem a ex-PR FHC que defenda democracia contra Bolsonaro
10-10-2018 Lusa

Os socialistas Manuel Alegre e João Soares pediram hoje ao antigo Presidente brasileiro Fernando Henriques Cardoso que defenda a democracia brasileira contra o candidato presidencial Jair Bolsonaro, que apelidam de "fascista".
Veja o apelo de Manuel Alegre e João Soares AQUI

Na carta, a que a Lusa teve acesso, o deputado João Soares e o ex-deputado e antigo candidato presidencial Manuel Alegre lembram a Fernando Henriques Cardoso "a atitude de Álvaro Cunhal e do Partido Comunista Português na segunda volta da eleição presidencial de 1986" em Portugal, nas quais, "apesar das sérias divergências então existentes entre socialistas e comunistas", decidiu convocar "um congresso extraordinário do seu partido com um único objetivo: mobilizar o eleitorado comunista para derrotar o candidato da direita, Freitas do Amaral".

Os socialistas, próximos de Mário Soares que era amigo pessoal de Fernando Henrique Cardoso, vincam que "não há qualquer comparação entre o centrista democrata-cristão Freitas do Amaral e o fascista Jair Bolsonaro", e salientam que "em momentos de escolhas decisivas não se pode deixar de tomar partido".

Por isso, concluem: "com todo o respeito pelo percurso democrático do presidente Fernando Henrique Cardoso, vimos pedir-lhe uma palavra contra Bolsonaro e pela defesa da democracia no Brasil".

Histórico do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e antigo Presidente, Fernando Henrique Cardoso ainda não se anunciou quem apoia na segunda volta das presidenciais, depois de o candidato da sua formação, Geraldo Alckmin, ter ficado em quarto lugar.

A única tomada de posição pública que fez foi um desmentido sobre um eventual apoio ao candidato do Partido dos Trabalhadores (esquerda), Fernando Haddad.

"As redes divulgam que apoiarei Haddad. Mentira: nem o PT nem Bolsonaro explicitaram compromisso com o que creio. Por que haveria de me pronunciar sobre candidaturas que ou são contra ou não se definem sobre temas que prezo para o país e o povo?", escreveu Fernando Henrique Cardoso na plataforma Twitter.