Nós voltaremos sempre em maio
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
31-08-2010 Maria José Oliveira, Público

Manuel Alegre quer dar continuidade ao espírito de independência que marcou a sua candidatura nas eleições presidenciais, em 2006, embora desta vez a tarefa seja bem mais difícil devido ao apoio do PS e do Bloco de Esquerda (BE). A tentativa de se demarcar dos dois partidos começou logo no início do ano, em Janeiro, quando Alegre, prevendo que a sua candidatura poderia ser sustentada por socialistas e bloquistas, afirmou não ser candidato "em nome de nenhum partido". Mais tarde, na apresentação dos seus mandatários e coordenadores distritais, verificou-se que muitos deles eram já repetentes. Entretanto os directores de campanha têm feito um esforço para integrar nas comissões locais da candidatura representantes do PS, do BE, da Refundação Comunista, do Movimento de Intervenção e Cidadania (MIC) e independentes. Ler mais

Manuel Alegre em jantar com principais autarcas e dirigentes do PS de Braga:
31-08-2010 com Lusa e RTP


“Pela primeira vez é possível, na primeira ou na segunda volta, derrotar o candidato que se reapresenta e que está a fazer um falso tabu”, afirmou Manuel Alegre em Braga, à entrada para um jantar de trabalho com o mandatário Carlos Alegria e com presidentes de câmara e dirigentes do PS de todo o distrito. Ler mais

*
Comentando o aparente impasse sobre o Orçamento de Estado:
24-08-2010 com DN, título nosso

Manuel Alegre comentou ao DN o aparente impasse entre PS e PSD face à discussão parlamentar do próximo Orçamento do Estado (OE 2011). No seu entender, "deve haver diálogo entre todos". Alegre sublinha o "todos", querendo com isto dizer que na sua opinião o diálogo parlamentar não deve ficar resumido ao PS e PSD. “O que deve ser valorizado ", sublinhou, “é o interesse geral do País", que "deve prevalecer sobre cálculos eleitoralistas ou meramente partidários". Ler mais

24-08-2010 com Lusa e RTP1

Manuel Alegre reagiu ao anúncio do nome do candidato do PCP às presidenciais, Francisco Lopes, considerando “útil e positivo” que haja uma candidatura comunista própria, recusando a ideia de uma possível dispersão de votos de esquerda. “É útil e positivo que o PCP traga a sua voz, faça ouvir a sua voz, porque, como disse o secretário geral do PCP, ninguém melhor do que o PCP é capaz de mobilizar o eleitorado do PCP”, afirmou Manuel Alegre a propósito do anúncio da candidatura de Francisco Lopes a Belém, não deixando contudo de frisar que "não deve haver ambiguidades quanto ao objectivo essencial" da candidatura do PCP. "Se se trata de defender os valores de Abril", disse, "trata-se de saber com quem é que se está e o que é que se vai fazer para derrotar o candidato da direita". Ler mais

Manuel Alegre entrevistado na blogosfera:
18-08-2010 http://sorumbatico.blogspot.com

Em resposta a 6 perguntas colocadas por visitantes do blogue Sorumbático, Manuel Alegre revisita alguns temas fundamentais da sua candidatura, desde a crise externa e interna ao papel do Presidente. Para o candidato, "tem faltado" um dos principais modos de acção do Presidente, que é "o dever de inspirar, o dever de mobilizar e unir".
Veja as 6 perguntas e as respostas de Manuel Alegre AQUI Ler mais

JS de Grândola apoia Manuel Alegre:
17-08-2010

"Portugal necessita de um Presidente da República que transmita esperança no futuro" afirma-se no comunicado da JS de Grândola, cujo secretariado decidiu por unanimidade apoiar de uma forma convicta e empenhada a candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República Portuguesa. Ler mais

*
11-08-2010

Os incêndios que têm ocorrido nos últimos dias são causa de situações dramáticas no país, em particular no norte e centro do continente. Os fogos têm devastado bens materiais, causando prejuízos incalculáveis. Mas são já causa da mais dramática de todas as perdas: a de vidas humanas. Ler mais

*
08-08-2010

Manuel Alegre prestou homenagem ao grande resistente antifascista e destacado dirigente comunista Dias Lourenço, ontem falecido aos 95 anos de idade, e apresentou condolências ao Partido Comunista Português e à família. Ler mais

*
03-08-2010

Mário Bettencourt Resendes foi uma figura de referência no jornalismo português e um cidadão de sólida formação democrática. A sua carreira profissional foi um exemplo de contribuição relevante para a formação de uma Imprensa livre, crítica e isenta no nosso País, depois da instauração da democracia.
Apresento as minhas condolências à família enlutada.
Manuel Alegre Ler mais