"Entre o agora e o nunca / lá onde só se chega não chegando / um pouco antes talvez depois / quando."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre à Radio Observador:
"Ninguém é dono do 25 de abril"
21-04-2021 Inês Figueiredo e João Alexandre, Observador, excerto, título nosso

Manuel Alegre está “solidário” com a Iniciativa Liberal depois de a comissão promotora do desfile do 25 de Abril ter impedido a participação do partido e justificado a decisão com o cumprimento das regras sanitárias. O histórico socialista recordou, em declarações ao Observador, que “a liberdade não é suscetível de apropriação, não é propriedade de ninguém, de nenhum partido, de nenhuma organização, de nenhuma associação e pertence a todos os que se identificam com a liberdade”.

Por outro lado, para o homem que estava no exílio no dia da Revolução também não deve haver aproveitamento político. “(Com o desfile) já não estou de acordo, gostaria que estivessem presentes juntamente com os outros, ninguém os pode proibir de participarem. Se a IL quer fazer um desfile à parte está a fazer um aproveitamento político, isso é óbvio”, afirmou, frisando que o partido liderado por João Cotrim Figueiredo tinha “o direito e dever de protestar por não participar, mas a atitude mais bonita seria participar mesmo”.

Ainda sobre o Livre que, no Twitter, ofereceu dois lugares à IL e ao Volt para poderem marcar presença, Manuel Alegre insistiu que “ninguém dá o lugar a ninguém, há lugar para todos na Avenida da Liberdade respeitando as normas”. “Que seja necessário justificar o número de pessoas por razões sanitárias estou de acordo, mas não é a IL que vai desequilibrar o número de pessoas”, entendeu o histórico do PS.

Manuel Alegre fez questão de frisar que é sócio da Associação 25 de Abril e amigo do coronel Vasco Lourenço, mas acredita que “neste caso é preciso acabar de vez com a noção de que há uns que são bons e outros que são maus. 25 de Abril pertence a todos os que se identificam com a liberdade, não aos inimigos da liberdade, sejam quais forem os seus pontos de vista”.