"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre à TSF:
23-03-2011 Helena Vieira, TSF

Manuel Alegre defende que é preciso mais coragem para fazer a paz do que a guerra, apelando a um consenso entre os partidos. O socialista criticou ainda a postura de Cavaco Silva.
Em declarações à TSF esta quarta-feira, dia em que é votado o novo Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), cujo chumbo pode levar à demissão de José Sócrates, Manuel Alegre começou por dizer que Cavaco Silva «devia fazer um apelo para que houvesse um diálogo, um consenso e um compromisso», evitando à iminente antecipação das eleições.
Oiça a entrevista de Helena Vieira à TSF AQUI Ler mais

Manuel Alegre ao i:
23-03-2011 Luís Claro, jornal i

Manuel Alegre quebrou o silêncio e, em plena crise política, lança um duro ataque a Cavaco Silva. "O Presidente da República, com o devido respeito, fez um discurso que incendiou a vida política e está agora numa estranha passividade", diz ao i o ex-candidato a Belém, referindo-se ao discurso que o chefe de Estado fez na tomada de posse, no qual o governo foi alvo de várias críticas. O histórico do PS lembra que preveniu, durante a campanha eleitoral, que a reeleição de Cavaco Silva podia conduzir a esta situação. "Eu preveni. Uma eventual reeleição seria abrir a porta a estimular a direita, particularmente o PSD, a desencadear uma crise política, e é o que está a acontecer", diz Alegre, defendendo que deve ser feito tudo para evitar a realização de eleições antecipadas. Ler mais

17-03-2011 João Céu e Silva e Manuel Carlos Freire, DN

O discurso de Cavaco Silva na cerimónia do 50º aniversário da guerra em África, terça-feira, irritou Manuel Alegre, que, ao DN, fez questão de considerar que a “exaltação da ‘Guerra do Ultramar’ nos termos em que a fez o Presidente da República é contrária ao espírito e à letra da Constituição”. Ler mais