Nós voltaremos sempre em maio
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
3ªfeira, dia 29 de Maio, pelas 18.45
28-05-2012

O livro "Nada está escrito" de Manuel Alegre será apresentado por Carlos Brito na Livaria Círculo das Letras, na Rua Augusto Gil, 15B, em Lisboa, no dia 29 de Maio pelas 18.45, seguindo-se leitura de poemas por Paulo Rato. Ler mais

*
18-05-2012

"Nada está escrito", o último livro de poemas de Manuel Alegre, vai para terceira edição, segundo informou a editora, Publicações D. Quixote. O livro foi lançado em Lisboa a 16 de Abril e teve segunda edição ainda nesse mês. No panorama literário nacional, é inédita esta sucessão de edições de um livro de poesia num tão curto espaço de tempo. Recordemos as palavras do poeta: "Entre os muitos défices que avassalam o mundo e invadem as nossas vidas há um de que não se fala: o défice de poesia. Não será possível resolver os outros sem que no cinzento de cada dia haja um pouco mais de azul, um pouco mais de poesia." Talvez aí resida uma explicação para o vertiginoso percurso de "Nada está escrito". Ler mais

*
No quadro da Cátedra Manuel Alegre da Universidade de Pádua
16-05-2012

Manuel Alegre estará presente no próximo dia 22 de Maio numa Jornada de Estudo sobre “Literatura em língua portuguesa e testemunho”, promovida pela Cátedra com o seu nome, criada pelo Departamento de Estudos Linguísticos e Literários da Universidade dos Estudos de Pádua. Manuel Alegre dissertará sobre “O poema e a vida” e Hélia Correia, também convidada para este evento, sobre “Uma Flauta que cantava”.
Os dinamizadores da Jornada são os Professores Sandra Bagno e Marco Fazzini, estando ainda prevista, entre outras, a intervenção de Maria Luísa Cusati, especialista e grande tradutora da obra de Manuel Alegre em italiano. Ler mais

*
Manuel Alegre sobre o prémio Leya ganho por João Ricardo Pedro:
07-05-2012

“Foi uma vitória do talento contra o desalento e a crise e foi uma vitória da língua contra o silêncio e a adversidade” disse Manuel Alegre esta tarde na cerimónia de entrega do Prémio Leya, a cujo júri presidiu mais uma vez, a João Ricardo Pedro, autor de “O teu rosto será último”. “Sou daqueles”, acrescentou Manuel Alegre, “que pensam que a crise que estamos a viver é muito mais do que uma crise financeira, é sobretudo uma crise moral e cultural. E que há um défice de valores espirituais e humanistas”.
Leia a intervenção de Manuel Alegre AQUI Ler mais